Torta de alho-poró

Finalmente uma receita nesse blog! :) Essa quem me ensinou foi o Jan e já fizemos várias vezes aqui em casa. Fica muito gostosa! Além de ser bem fácil.

Ingredientes:

  • 2 unidades de alho-poró (grandes)
  • 1 cebola roxa
  • 125 g de champignons
  • 150 g de creme de leite
  • 3 ovos
  • 70 g de queijo parmesão ralado
  • 125 g de bacon picadinho
  • 315 g de massa folhada
  • manteiga para untar
  • sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:

A primeira coisa é tirar com antecedência a massa do congelador e deixar degelando na geladeira. Aqui tem no supermercado uns quadradinhos dessa massa folhada congelada e, segundo a minha mãe, no Brasil também é bem fácil de encontrar. Eu uso para essa receita 7 desses quadrados, que têm mais ou menos 12 cm de lado e 45 g cada. É o suficiente para uma fôrma de aro removível com 26 cm de diâmetro. Também dá certo fazer num pirex.

Corte o alho-poró em rodelas finas, lave bem e deixe escorrendo. Fatie também os cogumelos e corte a cebola em cubos médios. Eu usei cogumelos-de-paris, porque aqui eles são tão comuns e baratos quanto banana no Brasil. E eu amo! Mas se aí for difícil de encontrar, acho que deve ficar bom também com cogumelos em conserva ou até sem eles.

20160111_184339

Preaqueça o forno a 185°. Enquanto isso, doure o bacon lentamente, em fogo médio-baixo, numa panela antiaderente. Depois, retire toda a gordura derretida e descarte. Eu usei um bacon “magro” (se é que isso existe), que tem bem mais carninha do que gordura, então não sobrou quase nada para tirar. Aumente o fogo para médio-alto e acrescente a cebola e os champignons. Refogue por mais ou menos 2 minutos, até que eles murchem um pouco e então acrescente o alho-poró. Mexa mais um pouco, durante uns 8 minutos, desligue o fogo e deixe esfriar. Se tiver juntado muita água, antes de desligar, tente secar aumentando o fogo (mas sem deixar queimar) ou tire com uma concha, para que isso não encharque a massa na hora de montar a torta.

Num outro recipiente, bata os ovos e separe um pouquinho (um dedinho num copo, mais ou menos) para depois pincelar a torta. Acrescente o creme de leite, quase todo o queijo (reservando apenas o suficiente para depois salpicar a torta por cima), sal e pimenta a gosto. Misture bem, até ficar homogêneo.

Unte a fôrma com manteiga e forre o fundo e as laterais com a massa folhada. Vai ficar tudo remendado, mas não tem problema. O ideal é deixar para fazer isso no último momento, pois, quanto menos tempo a massa ficar fora da geladeira, mais crocante ela vai ficar depois. Reserve um quadrado da massa para cobrir a torta. Coloque o refogado de alho-poró e, por cima, despeje a mistura de ovos, queijo e creme de leite. Coloque por cima de tudo isso, bem no meio, o quadrado de massa restante. Depois, dobre a massa das laterais da fôrma por cima do recheio. Ele não precisa ficar totalmente coberto. Pincele toda a superfície de massa com o pouquinho de ovo que ficou separado e salpique o restante do queijo por cima de tudo. Leve para assar por 45 minutos, até que ela fique dourada e bem bonita. Depois é só servir com uma saladinha e aproveitar!

“Extras” sobre a receita

  • Para os vegetarianos, acho que também dá certo sem o bacon. É só refogar os vegetais no azeite e colocar um pouquinho de sal, já que não vai ter o salgadinho do bacon.
  • Essa foi a primeira vez que chorei cortando alho-poró, como se estivesse cortando cebola! Será que tem a ver com o fato de ele ser orgânico? O cheirinho também é bem mais intenso e gostoso do que o que costumo comprar no supermercado. Isso sem falar no sabor… Mas alho-poró é maravilhoso de qualquer jeito, orgânico ou não.
  • Acho que essa torta também deve ficar boa com massa de quiche. Nunca fiz, mas nesse caso o tempo de forno e modo de assar devem ser diferentes. Só testando para saber.
  • Desculpem a minha falta de precisão quanto à quantidade de alho-poró na lista dos ingredientes. Esqueci de pesar. Mas acredito que dois alhos-porós grandes sejam o equivalente a 600 g, mais ou menos.
  • Para acompanhar, fiz uma saladinha de beldroega (!!!) com tomate-cereja. Esse nome horroroso é a tradução em português do nome da tal folhinha, que no dia em que escrevi sobre a caixa surpresa não consegui traduzir. E ela é uma delícia! Não combina nem um pouco com o nome, coitada. Bem levinha, um gosto suave, talinhos macios, adorei! Ficou ótima como acompanhamento. Mas qualquer saladinha cai muito bem com essa torta.

24027548210_21e1c307aa_o

Anúncios

16 comentários sobre “Torta de alho-poró

  1. VERONICA CASTRO disse:

    Que torta mais apetitosa!!! Adorei! Vou procurar essa massa folhada. Obrigada pela receita!!! Quando eu for aí, já sei o que vou querer no cardápio. kkkkkkkkkk

    Curtir

  2. Vivi disse:

    Hummm…adorei, Bia! Vou tentar com uma massa de Quiché sem glúten! Fica como dica também! É só fazer a receita normal da massa substituindo a farinha de trigo pela farinha de arroz! Bjsss

    Curtir

  3. Sônia Gurgel de medeiros disse:

    Parabéns filha. Já tive o prazer de saborear essa delícia aí com vcs. Muito boa mesmo. Amei! vai ter que fazer (sozinha) qdo estiver aqui. Aliás vou entregar a minha cozinha em suas mãos!!! Beijossss.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s