Torta de alho-poró

Finalmente uma receita nesse blog! :) Essa quem me ensinou foi o Jan e já fizemos várias vezes aqui em casa. Fica muito gostosa! Além de ser bem fácil.

Ingredientes:

  • 2 unidades de alho-poró (grandes)
  • 1 cebola roxa
  • 125 g de champignons
  • 150 g de creme de leite
  • 3 ovos
  • 70 g de queijo parmesão ralado
  • 125 g de bacon picadinho
  • 315 g de massa folhada
  • manteiga para untar
  • sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo:

A primeira coisa é tirar com antecedência a massa do congelador e deixar degelando na geladeira. Aqui tem no supermercado uns quadradinhos dessa massa folhada congelada e, segundo a minha mãe, no Brasil também é bem fácil de encontrar. Eu uso para essa receita 7 desses quadrados, que têm mais ou menos 12 cm de lado e 45 g cada. É o suficiente para uma fôrma de aro removível com 26 cm de diâmetro. Também dá certo fazer num pirex.

Corte o alho-poró em rodelas finas, lave bem e deixe escorrendo. Fatie também os cogumelos e corte a cebola em cubos médios. Eu usei cogumelos-de-paris, porque aqui eles são tão comuns e baratos quanto banana no Brasil. E eu amo! Mas se aí for difícil de encontrar, acho que deve ficar bom também com cogumelos em conserva ou até sem eles.

20160111_184339

Preaqueça o forno a 185°. Enquanto isso, doure o bacon lentamente, em fogo médio-baixo, numa panela antiaderente. Depois, retire toda a gordura derretida e descarte. Eu usei um bacon “magro” (se é que isso existe), que tem bem mais carninha do que gordura, então não sobrou quase nada para tirar. Aumente o fogo para médio-alto e acrescente a cebola e os champignons. Refogue por mais ou menos 2 minutos, até que eles murchem um pouco e então acrescente o alho-poró. Mexa mais um pouco, durante uns 8 minutos, desligue o fogo e deixe esfriar. Se tiver juntado muita água, antes de desligar, tente secar aumentando o fogo (mas sem deixar queimar) ou tire com uma concha, para que isso não encharque a massa na hora de montar a torta.

Num outro recipiente, bata os ovos e separe um pouquinho (um dedinho num copo, mais ou menos) para depois pincelar a torta. Acrescente o creme de leite, quase todo o queijo (reservando apenas o suficiente para depois salpicar a torta por cima), sal e pimenta a gosto. Misture bem, até ficar homogêneo.

Unte a fôrma com manteiga e forre o fundo e as laterais com a massa folhada. Vai ficar tudo remendado, mas não tem problema. O ideal é deixar para fazer isso no último momento, pois, quanto menos tempo a massa ficar fora da geladeira, mais crocante ela vai ficar depois. Reserve um quadrado da massa para cobrir a torta. Coloque o refogado de alho-poró e, por cima, despeje a mistura de ovos, queijo e creme de leite. Coloque por cima de tudo isso, bem no meio, o quadrado de massa restante. Depois, dobre a massa das laterais da fôrma por cima do recheio. Ele não precisa ficar totalmente coberto. Pincele toda a superfície de massa com o pouquinho de ovo que ficou separado e salpique o restante do queijo por cima de tudo. Leve para assar por 45 minutos, até que ela fique dourada e bem bonita. Depois é só servir com uma saladinha e aproveitar!

“Extras” sobre a receita

  • Para os vegetarianos, acho que também dá certo sem o bacon. É só refogar os vegetais no azeite e colocar um pouquinho de sal, já que não vai ter o salgadinho do bacon.
  • Essa foi a primeira vez que chorei cortando alho-poró, como se estivesse cortando cebola! Será que tem a ver com o fato de ele ser orgânico? O cheirinho também é bem mais intenso e gostoso do que o que costumo comprar no supermercado. Isso sem falar no sabor… Mas alho-poró é maravilhoso de qualquer jeito, orgânico ou não.
  • Acho que essa torta também deve ficar boa com massa de quiche. Nunca fiz, mas nesse caso o tempo de forno e modo de assar devem ser diferentes. Só testando para saber.
  • Desculpem a minha falta de precisão quanto à quantidade de alho-poró na lista dos ingredientes. Esqueci de pesar. Mas acredito que dois alhos-porós grandes sejam o equivalente a 600 g, mais ou menos.
  • Para acompanhar, fiz uma saladinha de beldroega (!!!) com tomate-cereja. Esse nome horroroso é a tradução em português do nome da tal folhinha, que no dia em que escrevi sobre a caixa surpresa não consegui traduzir. E ela é uma delícia! Não combina nem um pouco com o nome, coitada. Bem levinha, um gosto suave, talinhos macios, adorei! Ficou ótima como acompanhamento. Mas qualquer saladinha cai muito bem com essa torta.

24027548210_21e1c307aa_o

16 comentários sobre “Torta de alho-poró

  1. VERONICA CASTRO disse:

    Que torta mais apetitosa!!! Adorei! Vou procurar essa massa folhada. Obrigada pela receita!!! Quando eu for aí, já sei o que vou querer no cardápio. kkkkkkkkkk

    Curtir

  2. Vivi disse:

    Hummm…adorei, Bia! Vou tentar com uma massa de Quiché sem glúten! Fica como dica também! É só fazer a receita normal da massa substituindo a farinha de trigo pela farinha de arroz! Bjsss

    Curtir

  3. Sônia Gurgel de medeiros disse:

    Parabéns filha. Já tive o prazer de saborear essa delícia aí com vcs. Muito boa mesmo. Amei! vai ter que fazer (sozinha) qdo estiver aqui. Aliás vou entregar a minha cozinha em suas mãos!!! Beijossss.

    Curtir

Deixe uma resposta para Fernanda Cupolillo Miana de Faria Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s